press to zoom
press to zoom
press to zoom
bio


"A cidade foi minha primeira motivação artística. A paisagem urbana, na minha opinião tão caracterizada pelo acaso e pelo inatingível, é o que eu quero explorar em minhas fotos, impressões e vídeos".

Fava da Silva é carioca da Favela da Maré, filha de paraibanos.  Em seu trabalho explora imagens que povoam suas memórias e imaginário relacionadas à sua infância e trajetória enquanto mulher e artista. Estudou artes na School of Visual Arts de Nova York, no Parque Lage (RJ), frequentou o ateliê de pintura da artista Leonora Weissmann, além do bacharelado e mestrado na área de cinema. Representada pela galeria Camarones Arte Contemporânea (Buenos Aires), participou de exposições individuais e coletivas na Galeria Ibeu(RJ), Galeria Lanzallamas(Buenos Aires), na Galeria NYC (NY), na Casa Azeitona (BH), no Centro Cultural dos Correios (Juiz de Fora e Niterói), GreenpointGallery(NY), entre outros. Em 2018 foi contemplada no edital municipal de incentivo à cultura de Belo Horizonte com um prêmio para realização de residências artísticas em Lisboa (Associação Cultural Zaratan) e Buenos Aires (R.A.R.O). Em 2014, teve suas gravuras publicadas na revista belga Actuel.

 


Como produtora cultural, Fava atuou nos seguintes projetos: Novo Cine IV – Fundação Cultural Hispano-Brasileira (Madrid); Bela Labe – Bela Maré (RJ); Travessias 2 – Bela Maré (RJ); Virei Viral – CCBB (RJ); Brasil de Tuhu (RJ); Exposição Angelo Venosa – Palácio das Artes (BH); Exposição Cabeça de Milton Machado – CCBB (BH); Exposição Kandinsky: Tudo começa num ponto – CCBB (BH); Cine Sesc na Escola (BH); Exposição Leonilson: Truth, Fiction – CCBB (BH); Mostra Zeitgeist: Arte da Nova Berlim – CCBB (BH); Direito à preguiça de Nuno Ramos – CCBB (BH); Globo da Morte de Tudo de Nuno Ramos e Eduardo Climachausca – Sesc Pompéia (SP); ComCiência de Patricia Piccinini – CCBB (BH).